×

Mundo dos Vistos

VACINA CONTRA FEBRE AMARELA

Vacina contra febre amarela: guia para sua viagem

Sua viagem está marcada e você se surpreendeu ao saber que precisa tomar a vacina contra febre amarela?

Não se preocupe. Vamos explicar tudo que você precisa saber para estar com a documentação em dia e não ter nenhum contratempo.

Quem planeja viajar provavelmente fez preparativos como: comprar passagens, fazer reservas, montar roteiros e muito mais.

Além disso, quem vai para o exterior, precisa cumprir diversas formalidades. As mais comuns são tirar o passaporte e verificar a necessidade para obter o visto.

Mas há um detalhe que as pessoas acabam deixando de lado. A exigência de vacina para que a entrada em certos destinos seja autorizada.

Hoje nós vamos falar sobre como cumprir essa formalidade. Desta forma, você poderá ir para onde quiser com a documentação certinha.

Porque alguns países exigem a vacina contra febre amarela?

A febre amarela é uma doença grave, transmitida por mosquitos. Ela é mais comum em lugares com clima quente, como a América do Sul, América Central e no continente africano.

Os sintomas mais comuns da febre amarela são: febre, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos. Em casos mais graves, a doença pode prejudicar seriamente o fígado, causar hemorragias e levar à morte.

Não há medicamentos para tratar a febre amarela. Apenas os sintomas podem ser tratados. A febre amarela não é transmitida diretamente de pessoa para pessoa.

O desafio no combate à doença é que o portador transmite a febre amarela para os mosquitos. Estes, por sua vez, irão contaminar outras pessoas.

Logo, a forma mais eficaz de prevenir a ocorrência de febre amarela é a vacinação. Por este motivo, os países onde a doença ocorre com frequência exigem que todos os visitantes comprovem a imunização.

O Brasil exige a vacinação de estrangeiros?

A maior parte dos estrangeiros não precisam comprovar a imunização antes de entrarem em território nacional. Mas há exceções.

Caso o visitante venha de países onde houve um surto recente de febre amarela a comprovação da vacina será exigida. A recomendação é que o estrangeiro consulte os órgãos oficiais antes da viagem.

Além disso, o governo recomenda a imunização contra febre amarela para brasileiros e visitantes com viagem marcada para alguns estados:

  • Acre
  • Amazonas
  • Amapá
  • Bahia
  • Distrito Federal
  • Espírito Santo
  • Goiás
  • Maranhão
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Pará
  • Piauí
  • Rio Grande do Sul
  • Roraima
  • Rondônia
  • Santa Catarina
  • São Paulo
  • Tocantins


Onde tomar a vacina contra febre amarela?

A vacina contra a febre amarela é gratuita e está disponível nos postos de saúde do SUS. Mas nem todas as unidades oferecem a imunização.

Há postos que oferecem a vacina em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Minas Gerais. Para saber sobre a vacinação em outros locais, consulte a secretaria de saúde do seu município ou estado.

Antes de ir, o ideal é ligar para confirmar que o posto tem este imunizante e que o serviço está disponível.

Para se imunizar é necessário ter em mãos um documento de identidade e o cartão de vacinação. Algumas unidades exigem também o Cartão Nacional de Saúde, conhecido como Cartão do SUS.

Outra opção é tomar a vacina em unidades de saúde da rede particular. Os valores e requisitos variam de acordo com cada local.

Quem não pode se imunizar contra a febre amarela?

Quase todas as pessoas com mais de 9 meses e menos de 60 anos de idade podem tomar a vacina. Mas em alguns casos a vacina não é recomendada. Veja a lista:

  • Gestantes
  • Mulheres que aleitam bebês com menos de 6 meses de idade
  • Pessoas alérgicas ao ovo, gelatina bovina ou outros componentes da vacina
  • Portadores do vírus HIV com contagem baixa de células de defesa
  • Pacientes que fazem quimio ou radioterapia
  • Pessoas com doenças autoimunes
  • Pessoas que fazem tratamento com imunossupressores
  • Pacientes com doenças no timo
  • Pacientes com algumas doenças neurológicas

Consulte sempre o seu médico.

Se você tem alguma condição de saúde e não sabe se pode tomar a vacina com segurança, consulte um médico. O profissional também pode autorizar a vacina em pessoas com mais de 60 anos após uma avaliação

Quais são as reações à vacina contra febre amarela?

Uma das reações mais comuns é o inchaço e vermelhidão no local onde o imunizante foi aplicado. Outras reações esperadas são febre baixa, dor muscular, dor de cabeça e cansaço ou indisposição.

É raro acontecer algum efeito grave, mas neste caso, o ideal é procurar assistência médica o quanto antes.

Qual é a validade da vacina?

A dose integral da vacina tem validade por toda a vida. O reforço na imunização é indicado em dois casos.

As crianças que foram vacinadas antes dos 5 anos de idade precisam de reforço no esquema vacinal. Além disso, todos que receberam a dose fracionada devem tomar uma nova dose após 8 anos.

Quando for se vacinar, procure a dose integral. A imunização feita com dose fracionada não dá direito à certificação internacional. Quem recebeu a vacina fracionada pode se vacinar com a dose integral após um intervalo de, no mínimo, 30 dias.

Minha passagem já está comprada. Quando devo tomar a vacina?

O viajante deve se vacinar com, no mínimo, 10 dias de antecedência. Afinal, este é o tempo que a pessoa leva para desenvolver todos os anticorpos e ter uma boa imunização.

No entanto, é importante que você fique atento a outros prazos. A carteira ou comprovante de vacinação que você recebe imediatamente após se vacinar é válida apenas em território nacional.

Quem vai para o exterior precisa solicitar o certificado internacional, ou CVPI, que é exigido para entrada nos países estrangeiros. E a emissão deste documento também pode levar algum tempo.

CIVP: O que é e como obter o seu

A sigla CIVP significa Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia. Este é o documento utilizado para comprovar a vacinação quando você for viajar para países no exterior.

Você pode conferir a lista com todos os países que exigem o documento. Caso seu voo faça escala ou conexão nestes locais, você também precisará apresentar o CVPI.

Para saber quais são as vacinas exigidas em cada país, é só consultar o portal CIVNET. Lá, é possível selecionar o seu destino e acessar todas as informações relativas à saúde.

Como emitir o CVPI:

O CIVP é emitido pela ANVISA. Ele é gratuito para brasileiros e para estrangeiros que se imunizaram no Brasil.

Todas as pessoas com mais de 9 meses de idade podem tirar o certificado. Você pode pedir o certificado presencialmente ou pela internet.

Veja o passo a passo em cada um dos casos:


Como obter o CVPI presencialmente
1. Faça o cadastro
Faça o cadastro e preencha o formulário no CIVNET. Será necessário enviar a fotografia de um documento oficial de identidade
2. Compareça a uma unidade emissora do CIVP
O atendimento é feito em São Paulo e em todo o território nacional. Cada unidade tem regras específicas para fazer o atendimento. Alguns locais só atendem mediante agendamento prévio. E muitas instituições só emitem o certificado internacional para as pessoas que se vacinaram naquela unidade. Por isso, é importante verificar todas as exigências antes da visita
3. Apresente a documentação necessária
Você vai precisar de um documento de identidade com foto e comprovante de vacinação. Além disso, é necessário ter em mãos um comprovante de viagem para um país que exige o certificado. O CIVP é emitido e entregue na hora. A pessoa que solicitou o CVPI precisa estar presente para receber e assinar o documento.


Como obter o CVPI pela internet

1. Vá até uma unidade de saúde e tome a dose integral da vacina contra a febre amarela. É importante pedir o comprovante completo da imunização. No documento devem constar: data de administração, lote da vacina, assinatura do vacinador e carimbo da unidade onde foi vacinado.

2. Acesse o CIVNET e acesse a opção "cadastrar viajante". Aí é só preencher o formulário. Será necessário anexar fotos do comprovante de imunização e também de um documento de identificação, como o RG.

3. Em até 10 dias úteis, seu CIVP será enviado por e-mail. Você também pode ter acesso ao documento no site.

4. Agora é só imprimir o seu CIVP. Ele já vem com a assinatura eletrônica do fiscal da ANVISA e você deve assinar o documento também.

Preciso renovar meu CIVP?

O CIVP é vitalício e não precisa ser renovado. Em caso de perda do certificado, é possível solicitar a segunda via pelo site ou presencialmente, nas unidades emissoras.

Será necessário ter o cartão de vacinação ou comprovante da imunização contra a febre amarela.

Estrangeiros sem CPF podem obter o CIVP no Brasil?

O certificado internacional é emitido para todas as pessoas que se imunizarem contra a febre amarela aqui no Brasil. Inclusive para quem não é brasileiro.

Os estrangeiros que não possuem CPF só podem solicitar o CIVP de forma presencial.

Não posso me vacinar contra a febre amarela. O que devo fazer?

Se você não pode se vacinar devido a algum problema de saúde, será necessário portar um Atestado Médico de Isenção de Vacinação. O documento deve ser redigido pelo médico, em francês ou em inglês.

Não é necessário fazer a validação em nenhum órgão oficial. Basta que o atestado contenha informações como: nome do paciente, motivo para contraindicação da vacina e identificação do médico. O governo federal disponibiliza um modelo para o profissional preencher.

De acordo com o RSI (Regulamento Sanitário Internacional), os países devem aceitar o atestado de contraindicação da vacina. Mas fique atento.

O RSI também estabelece que cada país tem autonomia para aplicar as medidas de controle sanitário que julgar necessárias.

Portanto, o ideal é que você busque mais informações sobre o que poderá ocorrer com viajantes que portam o Atestado de Isenção no seu país de destino.

Que países exigem o CIVP?

De acordo com a ANVISA, mais de 120 países exigem o CIVP para a entrada de viajantes brasileiros.

Os Estados Unidos e grande parte dos países da Europa não pedem o certificado. No entanto, a maior parte dos países da África, Ásia, América do Sul e América Central irão exigir o documento.

A lista dos países que exigem o comprovante de vacinação pode mudar com alguma frequência. Por este motivo, o recomendado é sempre checar na aba "exigências de viagem" do site CIVNET.

Pegue os documentos e embarque na sua viagem:

Estar com o esquema vacinal em dia é fundamental para que você possa viajar para alguns destinos. A intenção da exigência é controlar doenças recorrentes em determinados países.

Ao mesmo tempo, esta medida protege também o visitante, já que previne o contágio pela febre amarela. Fazer o seu CIVP é um processo com um pouco de burocracia. Mas se trata de um processo relativamente simples.

A melhor notícia é que você só precisará emitir este documento uma vez e ele será útil para todas as suas viagens.

Você quer viajar com segurança e sem nenhum problema com a documentação? Entre em contato conosco agora mesmo. Estamos esperando por você.

Listagem completa de países que solicitam a vacinação (atualizado em 2020):

África do Sul

Albânia

Angola

Argélia

Antígua e Barbuda

Arábia Saudita

Aruba

Austrália

Bahamas

Bahrein

Bangladesh

Barbados

Belize

Benin

Bolívia

Bonaire

Botsuana

Brunei

Burkina Faso

Burundi

Cabo Verde

Camboja

Camarões

Cazaquistão

Chade

China

Colômbia

Congo

Costa Rica

Costa do Marfim

Cuba

Curaçao

Coreia do Norte

Dominica

Egito

Emirados Árabes Unidos

Equador

El Salvador

Eritreia

Etiópia

Filipinas

Gabão

Gâmbia

Gana

Granada

Guadalupe

Guatemala

Guiana

Guiana Francesa

Guiné

Guiné-Bissau

Guiné Equatorial

Haiti

Honduras

Ilha Christmas (Ilha do Natal)

Ilha de São Martinho

Ilhas Fiji

Ilhas Pitcairn

Ilhas Salomão

Índia

Indonésia

Irã

Iraque

Jamaica

Jordânia

Libéria

Líbia

Madagascar

Malawi

Malásia

Maldivas

Mali

Malta

Martinica

Mauritânia

Mayotte

Montserrat

Moçambique

Mianmar

Namíbia

Nepal

Nicarágua

Níger

Nigéria

Niue

Nova Caledônia

Omã

Panamá

Paquistão

Papua Nova Guiné

Paraguai

Polinésia Francesa

Quênia

República Central Africana

República Democrática do Congo

República Dominicana

Ruanda

Samoa

Santa Helena

Santa Lúcia

Santo Eustáquio

São Bartolomeu

São Cristóvão e Néris

São Martinho

São Vicente e Granadinas

São Tomé e Príncipe

Senegal

Serra Leoa

Seychelles

Singapura

Somália

Sri Lanka

Suazilândia (eSwatini)

Sudão

Sudão do Sul

Suriname

Tailândia

Tanzânia

Togo

Trindade e Tobago

Uganda

Venezuela

Wallis e Futuna

Zâmbia

Zimbábue


Conteúdos relacionados

/images/vacina.jpg

Vacina contra febra amarela

Saiba aonde tomar e como emitir o certificado internacional

/images/passaporte.jpg

Como tirar o passaporte

Como tirar passaporte: tire suas dúvidas com esse passo a passo

Atenção:

Esta página é apenas para fins informativos e não constituem um contrato. Como tal, qualquer informação contida neste site está sujeita a alterações com ou sem aviso prévio. A Mundo dos Vistos não se responsabiliza por estas mudanças. Busque sempre informações atualizadas.