×

Mundo dos Vistos

Como tirar o visto para a China 2024

Como tirar o visto para a China 2024

Tópicos

Como tirar o visto para a China: seu guia completo atualizado em 2024

A China é um destino cada vez mais procurado pelos brasileiros.

Atrações como a Muralha, a Cidade Proibida, os templos budistas e o exército de terracota fazem com que a China seja um dos destinos mais procurados por viajantes ao redor de todo o mundo. Não por acaso, o território chinês é considerado o destino mais turístico de todo o continente asiático.

Outro ponto forte é o potencial de negócios do país. A China tem uma enorme importância econômica, o que atrai também aqueles que desejam estudar e trabalhar no país.

Acontece que, independente dos objetivos da viagem, todos os brasileiros precisam obter um visto para a China antes de entrar no país.

Se o seu sonho é conhecer de perto este país, continue a leitura. Hoje o Mundo dos Vistos vai falar tudo o que você precisa saber para tirar o visto chinês.

Como ter total tranquilidade na hora de solicitar o visto para a China

O processo para tirar o visto para a China é burocrático e será necessário passar por mais de uma etapa.

Por isso, a melhor forma de solicitar o seu visto é contar com uma assessoria especializada. A Mundo dos Vistos tem um time com ampla experiência para que você possa viajar para qualquer destino.

Nós podemos cuidar de todas as formalidades. Tornamos um procedimento longo e complicado em algo simples, com total comodidade para a sua viagem.

Oferecemos a orientação completa sobre cada etapa do processo. Além disso, preparamos você para a entrevista e estamos atentos para não perder nenhum prazo.

Como saber se preciso de um visto para a China?

Como você provavelmente já deve saber, um visto é uma autorização formal para que um viajante possa entrar em um determinado país.

As regras para conceder o visto variam de acordo com cada caso. Elas dependem de uma série de fatores, como política e acordos internacionais.

Há, inclusive, muitos países que não exigem visto para a entrada de visitantes brasileiros. No entanto, há muitas nações que só autorizam a entrada de brasileiros mediante apresentação do visto.

Por este motivo, o primeiro passo para planejar sua viagem ao exterior é descobrir quais são as exigências de documentação de cada país.

Nosso destino de hoje, a China, exige o visto de todos os viajantes brasileiros. Saiba qual é a documentação necessária para tirar o seu visto chinês.

Contrate especialista em visto

Descubra o tipo de visto para a China ideal

Ao solicitar o visto, é importante ter em mente que o pedido para que um viajante entre no país pode ser aprovado ou não. Cada nação tem as suas próprias regras para conceder ou para negar o visto a um solicitante.

Por esse motivo, é importante ficar atento a todos os passos do processo. Quanto melhor você conhecer os trâmites burocráticos, maiores serão as suas chances de obter o visto chinês.

O primeiro passo para ter sucesso é definir os objetivos da sua viagem. A China tem diferentes tipos de visto. Cada um deles dá direito a permanecer no país por um determinado período.

O prazo de validade do visto para a China também varia de acordo com a categoria solicitada pelo viajante.

A seguir, iremos explicar o que é e para que serve cada tipo de visto chinês.

Visto para a China: Turismo

Este é o tipo de visto mais popular. Como o nome indica, ele é emitido para as pessoas que vão viajar para conhecer de perto o país e suas maiores atrações.

O visto de turismo para a China corresponde à categoria L. Para dar início ao pedido, a pessoa deve preencher o formulário disponível no site da embaixada chinesa.

Para o visto de turismo, além da documentação básica, você também deve apresentar:

  • Passaporte com validade mínima de 6 meses e uma página de visto em branco;
  • 1 foto colorida (com fundo branco) atualizada 3x4;
  • Formulário do pedido de visto devidamente preenchido e assinado conforme o passaporte;
  • Roteiro de viagem;
  • Cópia da passagem de ida e volta à China;
  • Voucher do hotel;
  • Certificado Internacional de Vacina Contra Febre Amarela. A vacina deve ter sido tomada há pelo menos 10 dias antes do embarque.;
  • Comprovante de residência;
  • Cópia simples do passaporte;
  • Cópia simples de todos os vistos chineses.

  • Se empregado:
  • Carta da empresa do Brasil informando o período de férias e o cargo que ocupa (em papel timbrado e constando o CNPJ - Carimbada);

  • Se empregador:
  • Cópia do contrato social;
  • Cópia do CNPJ;

  • Se estudante:
  • Comprovante de matrícula do ano letivo.

  • Caso não trabalhe (aposentado, dona de casa, autônomo, desempregado, estudante, etc):
  • Declaração feita a próprio punho, autenticada em cartório, informando se é autônomo, dona de casa, aposentado, desempregado, etc;
  • Imposto de Renda com recibo de entrega;
  • Extratos bancários;

  • Se tiver amigo ou parente na China:
  • Carta convite do amigo, parente ou familiar que reside na China. Nesta carta deve conter o nome completo, número de identidade, endereço completo, telefone e email. Incluir também todo o roteiro de viagem, data da viagem e locais que irá visitar;
  • Cópia do documento de identidade da pessoa que está convidando.

  • Se for estrangeiro
  • RNE original;
  • Cópia do RNE;
  • Formulário complementar V.2011B.

Há três tipos diferentes de visto para turismo. Saiba qual é a diferença entre cada um deles.

Visto chinês para 1 entrada

Este visto dá direito a entrar uma única vez no país. Caso você saia do território e pretenda retornar, será necessário passar por todo o processo de solicitação novamente.

O visto de uma entrada permite que a pessoa fique no país por até 90 dias

Visto chinês para 2 entradas

Esta categoria permite que a pessoa entre no território chinês duas vezes. É uma categoria muito utilizada por viajantes que pretendem conhecer diferentes países asiáticos.

Com o visto chinês para duas entradas é possível ficar no país por até 180 dias.

Visto chinês para múltiplas entradas

Outra categoria muito procurada por turistas que pretendem viajar por diversos países da Ásia. O visto de múltiplas entradas permite que a pessoa fique no país por até 90 dias.

Caso o viajante deseje, esse prazo pode ser renovado por mais 90 dias. O prazo máximo para que um turista fique na China é de 180 dias a cada período de 12 meses.

Atenção: O tempo de permanência informado pode ser alterado sem prévio aviso, a critério do governo chinês.

Visto para a China: Hong Kong e Macau

Essas duas cidades não fazem parte do território chinês. Portanto, se você vai visitar apenas um desses locais, não é necessário ter o visto para a China.

E o melhor de tudo: brasileiros podem entrar em Hong Kong e em Macau sem necessidade de qualquer tipo de visto. Lembre-se de que será necessário apresentar o certificado de vacinação contra a febre amarela.

Mas fique atento a um detalhe importante. Muitas pessoas fazem planos de viagem que envolvem visitar Hong Kong ou Macau e depois voltar para a China.

Nesse caso, é necessário solicitar um visto que dá direito a mais de uma entrada em território chinês.

Visto para a China: Taiwan

Quem deseja entrar em Taiwan deve ter um visto específico para poder entrar no território. O visto chinês não é exigido de nenhum viajante.

Assim como no caso anterior, das cidades de Hong Kong e de Macau, é preciso ter atenção aos seus planos de viagem.

A pessoa que deseja transitar entre a China e Taiwan, precisará de dois vistos, um para cada território. Além disso, pode ser indicado solicitar o visto chinês com mais de uma entrada.

Para poder entrar em Taiwan o cidadão brasileiro deve apresentar o comprovante de vacinação contra a febre amarela.

Contrate especialista em visto

Visto para a China: Negócios

Este visto é ideal para quem vai visitar a China com o objetivo de participar de atividades que não são turísticas. Alguns exemplos são: fazer negócios, participar de feiras ou fazer pesquisas.

Este visto, de categoria F, também pode ser solicitado por quem vai fazer cursos curtos na China. O visto de negócios permite que a pessoa permaneça no país pelo prazo máximo de seis meses.

Além da documentação básica, quem solicita o visto de negócios deve enviar ao consulado uma carta-convite emitida por uma empresa ou indivíduo chinês.

Essa carta deve conter as seguintes informações:

- Nome, sexo, data de nascimento do convidado;

- Motivo da visita;

- Data da chegada e saída do país;

- Itinerário de viagem;

- Qual é relação do convidado com órgão ou indivíduo que fez o convite;

- Comprovante renda do convidado;

- Nome, telefone, endereço da empresa ou indivíduo que fez o convite;

- Carimbo e assinatura do representante legal da empresa ou ou indivíduo que fez o convite

Visto para a China: Jornalistas

Há dois tipos diferentes de visto para jornalistas que desejam visitar a China.

O visto J2 é indicado para profissionais que vão fazer coberturas por um período curto de tempo. O prazo máximo permitido para ficar no país é de 180 dias.

Já os jornalistas que irão permanecer em território chinês por mais tempo devem solicitar o visto J1. Ele permite que o estrangeiro resida por algum tempo no país.

Em ambos os casos, é necessário apresentar uma carta de notificação para concessão de visto. Este documento é emitido pelo Departamento de Imprensa do Ministério das Relações Exteriores da China.

O jornalista também deve ter em mãos um ofício emitido pelo órgão de imprensa que o emprega. Outro ponto importante é que o solicitante deve contatar a seção de imprensa da Embaixada da China. Há alguns procedimentos específicos que devem ser cumpridos neste caso.

Visto para a China: Estudo

O visto chinês de estudos é indicado para pessoas que desejam fazer a graduação, especialização ou qualquer outro curso na China. Há duas sub categorias de vistos para quem vai estudar.

Uma delas, a X2, é indicada para cursos de curta duração. Ela dá direito a permanecer em território chinês por, no máximo 180 dias.

Quem vai fazer cursos mais longos deve solicitar o visto X1. Neste último caso, é necessário preencher também um formulário específico, o JW201 ou JW202.

Eles podem ser obtidos diretamente com a instituição de ensino. Além da documentação básica, é necessário apresentar ao consulado chinês:

- Original e cópia de notificação para a admissão emitida por entidades educativas da China

- Original e cópia do Formulário JW201 ou JW202 (apenas para visto X1)

Visto para a China: Trabalho

A categoria do visto de trabalho é a Z. Ele deve ser solicitado por pessoas que foram contratadas e que precisam residir na China para poder trabalhar. O solicitante de visto Z deve apresentar a documentação básica.

Além disso, é necessário enviar ao consulado um dos seguintes documentos específicos:

  • Passaporte com validade mínima de 6 meses e uma página de visto em branco;
  • Cópia do passaporte (página de dados do portador);
  • Formulário de visto;
  • 1 foto 3x4 colorida (fundo branco) e recente, com cabeça descoberta e de frente;

  • Documentos específicos
  • Carta de Notificação de Permissão de Trabalho para Estrangeiros na República Popular da China (em inglês: Notification Letter of Foreigner's Work Permit in The People's Republic of China; em chinês: 中华人民共和国外国人工作许可通知)emitida pelas autoridades chinesas competentes. A carta de notificação deve ser carimbada, conter código de barras e numeração. A carta de notificação deve ser registrada para o Consulado Geral da República Popular da China em São Paulo, pois não podemos aceitar cartas endereçadas a outros consulados ou embaixadas.
  • ou Licença de Emprego para Estrangeiros emitida pelas autoridades chinesas dos recursos humanos e previdência social, e carta de convite emitida pelas entidades autorizadas ou carta de confirmação emitida pelas entidades chinesas competentes;
  • ou Licença de Trabalho para Especialistas Estrangeiros na China emitida pela Administração Estatal de Especialistas Estrangeiros, e carta de convite emitida pelas entidades autorizadas ou carta de confirmação emitida pelas entidades chinesas competentes;
  • Certificado de Registro de Representações Residentes de Empresas de países estrangeiros (regiões), emitido pelas autoridades chinesas de administração industrial e comercial, e carta de convite emitida pelas entidades autorizadas ou carta de confirmação emitida pelas entidades chinesas competentes;
  • ou Documento original de aprovação para apresentações artísticas comerciais emitido pelas autoridades chinesas para assuntos culturais ou carta de convite emitida pelas entidades autorizadas ou carta de confirmação emitidas pelos departamentos dos assuntos exteriores dos governos provinciais (regionais, municipais);
  • Carta de convite para Estrangeiros para Operações Petrolíferas Offshore na China emitida pela China National Offshore Oil Corporation;

Visto para a China: Trânsito

Quem estiver rumo a outro destino e for ficar em território chinês por 72 horas ou menos deve solicitar um visto de trânsito. A categoria é G.

Além da documentação básica, o solicitante deve enviar a passagem com data e poltrona confirmadas para o país de seu destino final.

Algumas cidades chinesas dispensam o visto de trânsito. São elas:

  • Changsha
  • Chengdu
  • Chongqing
  • Dalian
  • Guangzhou
  • Guilin
  • Harbin
  • Kunming
  • Qingdao
  • Shenyang
  • Wuhan
  • Xiamen
  • Xian

É importante ter em mente que esta lista pode mudar a qualquer momento. Para se certificar da necessidade ou não de um visto de trânsito, o ideal é entrar em contato com a Mundo dos Vistos.

Onde tirar visto para China no Brasil

Onde entregar os documentos para a concessão do visto chinês
  • Consulado Chinês em São Paulo
  • Consulado da China no Rio de Janeiro
  • Consulado Chinês no Recife
  • Embaixada da China em Brasília

No entanto, ao invés de você procurar qualquer um desses locais, com a Mundo dos Vistos todo o procedimento fica mais prático e menos burocrático. Isso porque profissionais experientes, com expertise nesse tipo de processo burocrático, agilizam tudo para você mediante a entrega das documentações necessárias dentro dos prazos.

Ainda não tirou seu passaporte? Descubra o passo a passo para a emissão de passaporte na Polícia Federal.

Qual valor do visto para China?

O preço do visto para China varia de acordo com o tipo de solicitação.

Visto de turismo (Visto L) uma entrada: R$ 475,00

Visto de turismo (Visto L) duas entradas: R$ 475,00

Visto de turismo (Visto L) múltiplas entradas: -

Visto de estudante (Visto X): Consulte-nos

Visto de trabalho (Visto Z): R$ 790,00

Visto de negócio e feira (Visto F): R$ 475,00

Visto de jornalista (Visto J1 ou J2): Consulte-nos

Quer tirar o visto para a China com facilidade e conforto?

O processo de solicitação de visto chinês pode ser burocrático e envolve diferentes etapas. Além disso, é importante cuidar de toda a documentação e ficar atento às datas para cumprir cada etapa.

Por esse motivo, a melhor forma de tirar o seu visto para a China é contar com uma assessoria especializada.

A Mundo dos Vistos tem a melhor equipe profissional preparada para orientar você a cada passo do processo.

Cuidamos de todos os trâmites burocráticos e indicamos a melhor categoria de visto para você. Além disso, estamos sempre atentos para que você não perca nenhum prazo importante.

Mais do que vistos, nossa missão é realizar o seu sonho de conhecer outros países.

Entre em contato com o Mundo dos Vistos agora mesmo e tire o seu visto para a China agora mesmo!

Foto de Marcelo Pinto - CEO Mundo dos Vistos
Marcelo Pinto

Marcelo Pinto, CEO da SOS Canadá & Mundo dos Vistos, com mais de vinte anos na indústria de turismo e imigração, se destaca como um empresário apaixonado por conectar pessoas a novas culturas e oportunidades. Formado em Turismo, sua missão é facilitar experiências transformadoras. Especializado em processos de vistos, ele enxerga cada cliente como uma história única, buscando transformar seus sonhos em realidade. Sua abordagem vai além da burocracia, focando em criar futuros, reunir famílias e abrir portas para novas possibilidades.


Conteúdos relacionados

/images/passaporte.jpg

Como tirar passaporte: tire suas dúvidas com esse passo a passo

/images/china.jpg

Como tirar o visto chinês: tire suas dúvidas com esse passo a passo

/images/japao.jpg

Como tirar o visto japonês: tire suas dúvidas com esse passo a passo

Atenção:

Esta página é apenas para fins informativos e não constituem um contrato. Como tal, qualquer informação contida neste site está sujeita a alterações com ou sem aviso prévio. A Mundo dos Vistos não se responsabiliza por estas mudanças. Busque sempre informações atualizadas.

Clientes
Quero contratar