×
  • Estamos com nosso atendimento normalizado. Por medidas de segurança, pedimos que os atendimentos presenciais sejam agendados clicando aqui.

Mundo dos Vistos

<?=$resultPrint[nomeimg];?>

Como tirar o visto para a China

Como tirar o visto para a China

A China tem se tornado um destino cada vez mais procurado por brasileiros. Porém, para visitar o país é necessário ter um visto. Neste artigo, vamos ensinar a você o passo a passo sobre como tirar o visto para a China.

Há a opção de viajar à China sem visto, porém requer uma atenção redobrada com todos os detalhes da viagem. Por exemplo, quem vai fazer conexão no país apenas de passagem para outro destino final, não precisa de visto de trânsito, caso a conexão dure até 72 horas, desde que seja em alguma dessas cidades: Changsha, Chengdu, Chongqing, Dalian, Guangzhou, Guilin, Harbin, Kunming, Qingdao, Shenyang, Wuhan, Xiamen e Xi’an. Consulte-nos para informações atualizadas pois a listagem das cidades muda com uma certa frequência.

Vale ressaltar, porém, que se você fizer conexão em uma dessas cidades e ficar lá pelo período permitido, não poderá deixar os limites da província, que é a cidade.

Tipos de visto para a China

Dependendo do objetivo da viagem, há tipos diferentes de visto. Os mais comuns são o visto L, que é concedido a quem necessita de um visto de turismo para China, e o visto M, concedido para quem vai ao país para exercer atividades profissionais, ou seja, precisa de um visto de negócios para China.

Documentos básicos para a emissão do visto

Para fazer o pedido do visto para a China, é preciso apresentar uma série de documentos, dentre os quais:

  • passaporte brasileiro original com validade de, pelo menos, um ano e com espaço em branco na página de vistos;
  • cópia do passaporte (página de dados do portador);
  • formulário de visto e foto preenchido com uma foto colorida (fundo branco) e recente, com cabeça descoberta e de frente. A foto precisa ser em papel fotográfico (não são permitidas fotos digitalizadas) e colada no espaço apropriado no formulário;
  • comprovante de renda individual, como extrato bancário, comprovante de salário ou última declaração do Imposto de Renda;passagem de ida e volta e comprovante dos hotéis onde ficará hospedado em nome de quem está fazendo a solicitação do visto;
  • caso vá participar de algum congresso ou evento, é importante juntar algum tipo de documento que explique o que é o evento.

Consulte sempre a lista de documentos atualizada em nossa página específica da China.

Onde entregar os documentos para a concessão do visto

Não é necessário que você vá à Embaixada ou Consulado para entregar pessoalmente os documentos necessários para a obtenção do visto. Isso facilita bastante o trabalho, especialmente se você não mora nas cidades que possuem Consulado. Nós podemos te representar em todo o trâmite. Esse local pode variar de acordo com a região em que você mora. Vamos ver agora quais as cidades que possuem Consulado e a quais estados cada um deles atende. Fique atento com a jurisdição!

  • Embaixada da China em Brasília, que atende aos moradores do Distrito Federal e dos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.
  • Consulado da China em Recife, que atende aos moradores dos estados de Pernambuco, Alagoas, Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.
  • Consulado da China no Rio de Janeiro, que atende aos moradores dos estados da Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais e do próprio Rio de Janeiro.
  • Consulado da China em São Paulo, que, além dos moradores de São Paulo, atende também os da região sul do país, quais sejam, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Valor da taxa do visto para a China

Após a entrega da documentação no Consulado ou na Embaixada, você receberá um protocolo para o pagamento da taxa. O valor varia de acordo com cada tipo de visto e pela urgência da solicitação.

Pedido de visto com urgência

Para quem tem uma viagem de urgência ou não teve tempo de solicitar o visto com antecedência, há uma taxa cobrada adicionalmente de urgência no processamento, onde o processo é feito em menos tempo que um pedido convencional. Claro que há uma sobretaxa para esse serviço. Os valores podem ser consultados clicando aqui.

O valor do visto deve ser pago diretamente no banco, por meio de depósito na conta a ser indicada pelo Consulado, direto no caixa, não sendo possível utilizar, por exemplo, envelopes ou bankline.

Não são aceitas outras formas de pagamento, como cartões de crédito, cheques, depósito por envelope, transferência por caixa eletrônico ou até mesmo pix.

Validade do visto para a China

O visto para a China normalmente tem validade de cinco anos. Ele permite múltiplas entradas no país, sendo cada uma delas de 90 dias, prorrogáveis por mais 90, perfazendo o total de 180 dias. Porém, essa renovação só é possível uma vez por ano e respeita critérios específicos do consulado que avaliará se você é ou não elegível.

Em outras palavras, você pode passar seis meses na China e seis meses no Brasil durante todo o período de validade do seu visto.

Retirando o visto

O pedido de visto normal é processado geralmente em até quatro dias úteis. Já o pedido de urgência é processado em 24 horas. Da mesma maneira que não é necessário comparecer pessoalmente ao Consulado para fazer a solicitação, também não é necessário ir pessoalmente para retirar o visto, você pode contratar nossos serviços para essa retirada.

Para retirar o visto, é necessário apenas estar com o comprovante do depósito do valor da taxa, que também é o protocolo do pedido.

Visitando Macau ou Hong Kong

Macau e Hong Kong são consideradas cidades administrativas e não fazem parte do território chinês. Por isso, para visitar essas cidades você deixará a China.

Mas não precisa se preocupar, pois o visto permite múltiplas entradas para períodos de 90 dias, até o limite máximo de 180 dias por ano.

Por outro lado, se você pretende visitar apenas uma dessas duas cidades, Macau ou Hong Kong, você não precisa de visto chinês. Para entrar nessas cidades, brasileiros não precisam de visto para uma permanência de até 90 dias.

Visitando Taiwan

Assim como Macau ou Hong Kong, Taiwan é considerada uma cidade administrativa e um visto para lá é requerido, independente se já tem um visto chinês ou não.

Dica importante sobre vacinação obrigatória

Mesmo o foco deste artigo sendo a concessão de visto, é importante passar uma informação adicional, cuja falta pode estragar sua viagem e impedir a sua entrada no país.

A China exige vacinação contra a febre amarela, portanto, não deixe de levar o seu comprovante. Essa exigência ocorre até mesmo nos casos em que não é necessário o visto, como nas situações de escala ou país ou permanência por período inferior a seis dias.

Agora que você já sabe como tirar o visto para a China, ficou mais fácil visitar o país. E, se precisar de assistência neste processo, estamos prontos para solucionar todas as suas dúvidas sobre vistos.


Conteúdos relacionados

/images/india.jpg

Como tirar o visto para a Índia

Como tirar o visto para Índia: tire suas dúvidas com esse passo a passo

/images/japao.jpg

Saiba como tirar um visto para o Japão

Como tirar o visto japonês: tire suas dúvidas com esse passo a passo

/images/passaporte.jpg

Como tirar o passaporte

Como tirar passaporte: tire suas dúvidas com esse passo a passo