×

Mundo dos Vistos

Visto para Angola 2024: Passo a passo Completo

Visto para Angola 2024: Passo a passo Completo

Tópicos

Como tirar o visto para Angola

Apenas 31 países do mundo exigem que brasileiros apresentem visto para entrar em seu território. E Angola é um deles. O visto de turismo tem um procedimento bem simples de ser feito. Já o visto para quem pretende fazer negócios ou trabalhar no país é bem mais complicado.

Neste artigo, você vai entender o passo a passo para a emissão dos dois vistos.

Visto de turismo

O visto de turista pode ser solicitado eletronicamente, através do site iVisa, tudo feito de maneira bastante rápida e simples. Uma vez no site, é preciso preencher um formulário com os dados pessoais, informações do passaporte e informações sobre a viagem, como data de ida e de volta, local de hospedagem. Atenção pois embora simples todas informações devem ser preenchidas de acordo com o requerido.

Uma vez preenchido o formulário é só aguardar, basta efetuar o pagamento da taxa de serviço, que depende da urgência da concessão do visto. Após o processamento dentro do prazo informado, seu visto eletrônico será encaminhado diretamente para o seu e-mail.

Esse documento é o seu visto eletrônico. Além dele, você também terá que apresentar passaporte válido e outros documentos, que listaremos a seguir. Nossa sugestão é que você imprima seu visto eletrônico e guarde-o junto com o seu passaporte, com todo cuidado, pois você terá que apresentar ambos no momento da sua entrada no país.

Documentos necessários ao desembarcar no país

Como o procedimento para a concessão do visto eletrônico é todo feito de maneira online, você precisa apresentar seus documentos no momento da chegada ao país. Os documentos exigidos são:

  • Passaporte com validade mínima de 1 ano, a contar da data do desembarque e com, pelo menos, 4 páginas em branco para os registros que são necessários;
  • Passagem de volta para o Brasil dentro do período de validade do visto;
  • Comprovante de alojamento, que pode ser o voucher de reserva de hotel ou carta convite de amigos ou parentes que morem de maneira legal no país;
  • Recursos financeiros: é preciso comprovar que possui condições de arcar com os custos da sua permanência, levando dinheiro em espécie, traveler check e cartões de crédito internacionais;
  • Certificado Internacional de Vacina ou Profilaxia com data da vacinação de, pelo menos, 14 dias antes do embarque.

Consulte-nos sempre para obter as informações atualizadas. Os documentos podem ter sido alterados sem prévio aviso.

Contrate especialista

Quanto custa o visto para Angola

Você vai pagar dois valores diferentes quando for tirar seu visto para Angola. O primeiro deles é a taxa de serviço do site iVisa, a qual já mencionamos antes, que varia de acordo com a rapidez com que você necessita do visto. As taxas estão atualizadas no próprio site.

Atenção: Há outra taxa a ser paga é no momento da chegada ao país.

Fazendo o visto aqui no Brasil a taxa em 20/05/2024 é de:

  • Visto Ordinário: USD 100,00
  • Visto Turismo: R$ 0,00
  • Visto Curta Duração: USD 100,00
  • Visto Visto de Permanência Temporária: USD 300,00
  • Visto Trabalho: USD 300,00

Validade do visto para Angola

O visto para Angola deve ser utilizado até 60 dias após a sua emissão e permite ao visitante ficar no país pelo prazo de 30 dias, podendo entrar e sair do país quantas vezes quiser nesse intervalor de tempo. Isso é muito bom para quem quer aproveitar a oportunidade e conhecer outros países do continente africano.

VISTO DE TRABALHO

Como dissemos, tirar o visto de trabalho para Angola é um pouco mais complicado. A documentação exigida é muito maior. Pode ser necessário, ainda, enviar toda a documentação para o país, para que seja emitido um parecer pelo Ministério que regula a atividade da empresa que se pretende trabalhar no país.

Por ser um processo mais complexo, o ideal é que você esteja assistido por um advogado especializado, preferencialmente um que tenha contatos ou escritório também em Lisboa.

Ainda, existem 6 tipos de vistos de trabalho, que variam de acordo com o tipo de atividade que se pretende desenvolver no país:

  • Tipo A, que é concedido para o exercício de atividade profissional a serviço de empresa pública ou órgão do governo;
  • Tipo B, é aquele voltado para o exercício de atividade independente de prestação de serviço, de desportos ou cultural;
  • Tipo C, que é concedido para o exercício de atividade no setor do petróleo, mineração e construção civil;
  • Tipo D, é o voltado para atividades do setor de comércio, indústria, pesca, marítimo ou aeronáutico;
  • Tipo E é concedido para quem exerce atividade no âmbito dos acordos de cooperação;
  • Tipo F, é o concedido para outras atividades profissionais, que não estejam expressamente previstas nos outros tipos de visto.

Dentre os documentos exigidos, destacamos:

  • Contrato de trabalho ou contrato-promessa de trabalho;
  • Declaração de que se compromete a respeitar as regras angolanas;
  • Curriculum Vitae;
  • Atestado médico do país de origem;
  • Certidão de antecedentes criminais emitida pelo país de origem. No caso do Brasil, é preciso ter a certidão tanto da Justiça Estadual quanto da Justiça Federal;
  • Parecer do Ministério da Educação Pública, Emprego e Segurança Social para os casos de instituições ou empresas públicas ou do órgão de tutela da atividade para o caso de instituições e empresas provadas;
  • Declaração do Centro de Emprego onde a empresa estiver sediada;
  • Última declaração de Imposto de Renda e comprovante de pagamento do imposto, se for o caso.

Isso além do formulário que deve ser impresso e preenchido e dos documentos de praxe, como cópia do passaporte e três fotos 4x5 recentes e com o fundo branco. Todos os documentos devem estar em português. Mas, isso não é problema para nós brasileiros. Isso porque, mesmo tendo variações no modo de falar, o idioma é o mesmo.

Qual a validade do visto de trabalho para Angola

O visto deve ser utilizado nos 60 dias subsequentes à sua emissão e não possui um prazo de validade específico, estando condicionado à duração do contrato de trabalho, com duração mínima de 90 dias, mas restrito a um período máximo de 36 meses.

O empregador deve informar às autoridades qualquer alteração com relação a esse prazo ou se o contrato de trabalho for rescindido, ocasião em que a pessoa deverá retornar ao Brasil com a maior brevidade possível, sendo permitida a permanência no país por mais 30 dias, como se fosse um turista.

Se, nesse intervalo de tempo, a pessoa conseguir um outro emprego, deverá passar por um novo processo de pedido de visto. Isso porque o visto concedido só é válido para aquela atividade específica que justificou a sua concessão e junto ao empregador especificado no contrato de trabalho ou contrato-promessa de trabalho.

Foto de Marcelo Pinto
Marcelo Pinto

Marcelo Pinto, SEO da SOS Canadá & Mundo dos Vistos, com mais de vinte anos na indústria de turismo e imigração, se destaca como um empresário apaixonado por conectar pessoas a novas culturas e oportunidades. Formado em Turismo, sua missão é facilitar experiências transformadoras. Especializado em processos de vistos, ele enxerga cada cliente como uma história única, buscando transformar seus sonhos em realidade. Sua abordagem vai além da burocracia, focando em criar futuros, reunir famílias e abrir portas para novas possibilidades.


Conteúdos relacionados

/images/italia.jpg

Saiba mais sobre a Itália com essas curiosidades interessantes.

/images/passaporte.jpg

Como tirar passaporte: tire suas dúvidas com esse passo a passo

Atenção:

Esta página é apenas para fins informativos e não constituem um contrato. Como tal, qualquer informação contida neste site está sujeita a alterações com ou sem aviso prévio. A Mundo dos Vistos não se responsabiliza por estas mudanças. Busque sempre informações atualizadas.

Clientes
Quero contratar